Monthly Archives: Juli 2020

Necessidade do Youtube Descentralizado Como Violação da Segurança do Youtube Centralizado

A segurança centralizada tem sido frequentemente desafiada de muitas maneiras e também superada em algumas ocasiões.

Os recentes ataques do youtube e do twitter sugerem a necessidade de uma plataforma mais segura do que a atual rede centralizada.

A plataforma descentralizada construída sobre a rede blockchain poderia diminuir a probabilidade de um hack.

A rede centralizada é segura?

Normalmente, a rede centralizada ou a autoridade singular tem controle sobre toda a rede. A autoridade é exercida através de um servidor central que gerencia todos os dados e as permissões.

Portanto, se um hacker assume o servidor, então é muito fácil passar todos os dados naquela rede centralizada em particular.

Por outro lado, um único ponto de falha também pode ser um fator de risco nas organizações. Se os servidores centralizados individuais forem abaixo, então todas as redes associadas a esse servidor também poderão enfrentar um log.

Entretanto, a rede descentralizada pode resolver estes problemas. Ela também garante uma plataforma segura, que dificilmente é de difícil acesso sem autoridade.

Um punhado de indivíduos controla os Algoritmos do Mundo. É hora de descentralizar – Tyler Winklevoss, fundador da Gemini Crypto Exchange

Os recentes ataques a redes centralizadas

As redes centralizadas frequentemente caem vítimas dos ataques ou hacks. Isto ocorre porque a segurança de uma rede centralizada não é tão forte em comparação com a rede descentralizada. Na semana passada, contas no twitter de personalidades famosas que têm milhões de usuários foram invadidas para promover o esquema do bitcoin.

Em outro exemplo, os golpistas de Crypto Genius usaram a Apple e o co-fundador Steve Wozniak e muitos outros empresários, incluindo as imagens e vídeos de Changpeng Zhao para promover o esquema Bitcoin no Youtube e no Google.

Entretanto, Wozniak entrou com uma ação judicial no Youtube e no Google. O caso com o Supremo Tribunal da Califórnia alega que o Youtube violou o direito à publicidade e desviou seu nome de facilitar e promover fraudes.

Houve ainda outro incidente na madrugada de sábado no Youtube quando um indiano YouTuber Carryminati estava transmitindo seu vídeo ao vivo, os hackers mudaram o conteúdo da transmissão e publicaram os endereços Bitcoin e Ethereum e pediram doações.

Youtube e Rede Descentralizada – A única solução

O fato é que a rede descentralizada não pode ser controlada por uma única autoridade. Ela é formada por numerosos nós e todos eles trabalham em conjunto durante o processamento de qualquer transação ou registro de informações. É uma tecnologia que é distribuída pela rede de participantes e, portanto, proporciona mais camadas de segurança.

A mídia descentralizada basicamente também significa, se você der aos indivíduos a capacidade de monetizar por conta própria potencialmente de forma pseudônima. Há menos pressão para que eles façam parte de uma ortodoxia intelectual onde eles têm que repetir certos narizes para manter seu trabalho em um ambiente incerto e você está vendo isso de forma substancial.

Por exemplo, onde as pessoas não só podem pensar de forma independente, mas devem pensar de forma independente, pois estão em um mercado competitivo para os assinantes.

E assim é uma estrutura de incentivo muito diferente do que a típica estrutura de incentivo do Brooklyn como a da Costa Leste, então esse é o meu tipo de pontapé de saída é a mídia social descentralizada e a mídia legada descentralizada estão muito em mãos, disse Balaji Srinivasan, ex-CTO da Coinbase e sócio geral da Andreessen Horowitz.

Como notamos no recente hack do Twitter, o bitcoin em si não foi hackeado, mas sofreu uma quebra de segurança. Entretanto, todos os bitcoins foram rastreados e o endereço da carteira do hacker também foi bloqueado.

Dito isto, constantes brechas de segurança e hacks através da rede centralizada apontam para a necessidade de „redes descentralizadas“. Especialmente, plataformas descentralizadas de mídia social e compartilhamento de vídeo.

Uma rede descentralizada onde os dados não devem ser violados em nenhum ponto. Concluindo, um sistema descentralizado poderia proteger a integridade do usuário e também proteger a sociedade de uma grande perda.

El Gobierno de los Estados Unidos amenaza con hacer añicos el dólar de Hong Kong en medio de la adquisición de China, podría aumentar la fuga de capitales hacia Bitcoin

El gobierno de los Estados Unidos amenaza con romper la paridad del dólar de Hong Kong como represalia por la toma de posesión de Hong Kong por parte de los chinos. Esto haría añicos el valor del dólar de Hong Kong, e incluso podría llevar a un colapso de la moneda, y esto tiene el potencial de provocar una ola masiva de fuga de capitales hacia Bitcoin.

Como se ha comentado en un artículo anterior en BitcoinNews.com, Hong Kong ha sido un caos durante un largo período de tiempo debido a una posible ley de extradición, que deportaría a los ciudadanos de Hong Kong a la China continental, donde serían juzgados según las leyes chinas. Esto socavaría todo el sistema de justicia de Hong Kong y reduciría considerablemente la soberanía de Hong Kong.

Ahora la ley de extradición se ha hecho realidad con la aprobación de una nueva „Ley de Seguridad Nacional“.

Los ciudadanos de Hong Kong pueden ser deportados a la China continental y, lo que es peor, se enfrentarán a juicios a puerta cerrada, lo que dará al Gobierno de China un control total sobre los ciudadanos de Hong Kong. Además, se ha convertido en ilegal decir algo contra el gobierno chino, por lo que las masas de alborotadores en Hong Kong ahora se enfrentan a la detención sólo por sus pensamientos y su discurso, y de hecho ya se están produciendo arrestos.

Esencialmente, Hong Kong ya no es soberano, y el gobierno chino ha tomado el control total. Esto ya está resultando en una fuga de gente y dinero de Hong Kong, ya que los residentes tratan de escapar antes de que sea demasiado tarde. Esta fuga de capital de Hong Kong ha incrementado la presión de compra de Bitcoin durante meses, ya que Bitcoin es una de las mejores formas de esconder dinero o enviar dinero al extranjero, ya que Bitcoin es criptográficamente seguro, inmutable, instantáneo y descentralizado.

La destrucción del dólar de Hong Kong por parte de los Estados Unidos como venganza por la toma de posesión china de Hong Kong podría iniciar la última, y quizás mayor, fase de fuga de capital de Hong Kong. Si esto sucede, los residentes de Hong Kong estarán desesperados por convertir sus fondos a otras monedas fiduciarias importantes, así como a Bitcoin y metales preciosos, antes de que el dólar de Hong Kong pierda todo su valor.

De hecho, si los Estados Unidos atacan deliberadamente el dólar de Hong Kong, podría llevar a un colapso completo de la moneda del dólar de Hong Kong.

El dólar de Hong Kong ha estado vinculado al dólar durante décadas, y actualmente tiene una vinculación de 7,80 dólares de Hong Kong por dólar. Esta vinculación se ha mantenido gracias a la continua y masiva afluencia de capital extranjero a Hong Kong, por lo que si los Estados Unidos van a atacar al dólar de Hong Kong, es probable que sancionen a Hong Kong para interrumpir el flujo de capital extranjero.

Por lo tanto, cuando los Estados Unidos dicen que van a desestabilizar el dólar de Hong Kong, también están diciendo de manera equivalente que van a destrozar la economía de Hong Kong con sanciones.

Por otra parte, no tiene mucho sentido que los Estados Unidos destruyan la economía de Hong Kong y su moneda fiduciaria nativa, ya que esto sólo sirve para castigar aún más a los residentes de Hong Kong que ya están sufriendo debido a su pérdida de soberanía. De hecho, si Estados Unidos hace esto, beneficiará enormemente al gobierno de China, ya que China está tratando de deshacerse del USD de todos modos, y China tendrá la oportunidad de reemplazar el USD respaldado por el Dólar de Hong Kong por el Yuan chino.

En cualquier caso, parece probable que los Estados Unidos sancionen a Hong Kong y ataquen al dólar de Hong Kong, y esto podría llevar a una importante recuperación de Bitcoin ya que los residentes de Hong Kong se apresuran a convertir sus dólares de Hong Kong antes de que pierdan su valor.

La Svizzera allentare ulteriormente le regole di criptaggio per promuovere la crescita

Il governo svizzero sta cercando di allentare ulteriormente le norme di criptaggio come tentativo di promuovere la crescita dell’industria e di incoraggiare un maggior numero di start-up a fondare i propri stabilimenti in questa regione alpina, ha rivelato Coindesk il 1° luglio.

Il Consiglio nazionale svizzero, il più grande delle due assemblee federali, ha approvato all’unanimità un progetto di legge che propone di modificare alcune regole di criptaggio per meglio adattarsi ai tempi e alle esigenze in evoluzione e sostenere la crescita dell’industria crittografica nella regione. In questo modo, i responsabili della regolamentazione svizzera fanno del loro meglio per ridurre al minimo gli ostacoli legali e ribadiscono la loro posizione di nazione pro crittografica.

La nota posizione pro-cripto della Svizzera

Il mese scorso, Kraken ha reso nota la sua intenzione di rafforzare l’associazione con questo fiorente polo europeo fintech e ha accertato la sua visione di diventare parte attiva del percorso di adozione dei crittografi. Anche la Bitcoin Evolution Association Switzerland, la più grande comunità di crittografi della Svizzera, si è registrata con successo a maggio come organizzazione no-profit, diventando un esempio delle norme amichevoli del paese in materia di crittografia.

La Svizzera è nota anche per la sua lunga collaborazione con la tecnologia delle catene a blocchi, con la città di Zugo che, durante il boom della crittografia del 2017, si è rivelata un punto di riferimento per il lancio di progetti basati su gettoni. Anche se il concetto di ICO è andato gradualmente scemando, l’interesse che circonda la tecnologia è ancora molto intatto.

Ora, le autorità del Consiglio nazionale e del Consiglio federale e lavorando in collaborazione per riconsiderare le barriere fiscali esistenti che ostacolano la crescita dell’industria dei crittografi e per facilitare la creazione di nuove basi per le nuove imprese. Si tratta di una mossa per promuovere un’applicazione più completa delle catene di blocco in tutti i settori.

Facilitare le norme di criptaggio per favorire un maggiore sviluppo

Rolf H. Weber, professore di diritto dei mercati finanziari e presidente del gruppo di lavoro per le questioni di regolamentazione presso la Federazione svizzera delle catene di blocchi, ha definito la mossa come propaganda politica per incoraggiare l’afflusso di imprese e progetti legati alla catena di blocchi e alla crittografia.

Se ci si attiene alle leggi esistenti, il trasferimento dei gettoni di sicurezza è un compito gravoso, date le numerose esigenze di conformità normativa, proprio come nel caso di un tradizionale scambio di obbligazioni. Tuttavia, con possibili modifiche in futuro, l’intero processo sarà molto più semplice e veloce.

Gli investitori che detengono gettoni di sicurezza non dovranno più sottoporsi al complesso processo di registrazione per il trasferimento del loro patrimonio. Inoltre, i fornitori di servizi a catena di blocco e di servizi di crittografia potranno richiedere e garantire le licenze di gestione aziendale in modo molto più rapido e semplice rispetto al passato. Saranno anche previste disposizioni per i proprietari di imprese per recuperare le perdite in caso di fallimento, ha detto.

Weber conclude che la Svizzera non considera l’industria delle catene di blocco e dei servizi di criptaggio come entità separate, ma semplicemente come un’estensione del sistema finanziario. Le modifiche alle normative sulla crittografia non solo ne accerteranno l’inclusività, ma renderanno anche più facile per le start-up e le grandi imprese operare e sostenersi in un panorama commerciale in continua evoluzione, ha aggiunto Weber.